O boleto registrado pode ser adulterado?

Atualizado 3 weeks ago por Karina Matta

Hoje em dia, com a obrigatoriedade de registro dos boletos, a possibilidade de golpes aplicados por meio da adulteração deles foi reduzida. Isto, pois são as informações do registro que serão apresentadas no momento que pagador fizer a leitura do código de barras do boleto e elas não podem ser facilmente modificadas.

Ou seja, atualmente há uma forma simples de o pagador evitar um golpe: bastaria confirmar se dados como CPF/CNPJ e nome do beneficiário, valor e vencimento apresentados na tela de confirmação de seu aplicativo do banco ou do caixa eletrônico (referentes ao registro) são os mesmos presentes no boleto que recebeu ao fazer uma compra. Veja destacado no exemplo abaixo onde encontrar essas informações:

Se qualquer uma dessas informações não for condizente, assume-se que alterações foram feitas no layout do boleto.

Nos referimos a isto, pois a forma mais comum de golpe é aquela onde alguém utiliza uma ferramenta de edição de imagem para alterar a linha digitável ou código de barras do boleto, fazendo parecer que se trata do documento correto, quando na verdade o pagamento irá para uma conta diferente.

Além disso, uma outra forma de confirmar os dados é confirmando o código do banco emissor presente na linha digitável do boleto. Todo banco possui um código único (o do Bradesco, por exemplo, é 237) que será, invariavelmente, utilizado no início da linha digitável. Repare na do boleto acima: 23790.00108

Caso deseje conferir qual o código do seu banco, veja esta lista da FEBRABAN com todos os códigos de bancos do país.

Que precauções o pagador do boleto deve ter?

  1. Dar preferência para a leitura automática do código de barras do boleto, ao invés de escrever a linha digitável presente no boleto.
  2. Ao acessar ou fazer o download do boleto pela internet, evitar computadores e sinais de wi-fi públicos. Desta forma, evita-se que possíveis hackers alterem seu boleto.
  3. Evite instalar extensões que não conhece em seu navegador. Este tipo de programa pode fazer a alteração do código do boleto na hora do download, além de colocar a conta bancária em risco.
  4. Conferir se os dados do boleto são iguais àqueles apresentados na tela de confirmação do caixa eletrônico ou aplicativo usado para fazer o pagamento, conforme citado acima.

Que medidas o emissor do boleto pode tomar para evitar esta situação?

Você pode cadastrar e passar a usar um modelo de boleto em sua conta do Boleto Simples, marcando a opção Marca d’água. Esta opção acrescenta ao fundo do documento a malha de segurança, uma imagem não uniforme que dificulta a alteração dos dados do boleto em editores de imagem.

Utilize as nossas variáveis em suas mensagens configuradas no Boleto Simples para as notificações automáticas. Dando especial atenção ao uso do link, que é exclusivo para cada boleto:

E, por fim, um conselho que damos é inserir em sua mensagem um aviso orientando o seu cliente a seguir as sugestões ao pagador do boleto citadas acima, pois a melhor forma de evitar um possível golpe é ele tomar a iniciativa de conferir os dados.


Como você avalia esse artigo?


Powered by HelpDocs